quinta-feira, 18 de abril de 2013

O Poeta é um fingidor... BIOGRAFIA - PARTE I ( 1888 a 1900)



BIOGRAFIA
( De 1888 a 1900)
PARTE I


[1888]


Junho - No dia 13, nasce Fernando António Nogueira Pessoa, às 15:22pm (hora aproximada). É portanto do signo de Gémeos. O parto ocorre no quarto andar esquerdo do n.º 4 do Largo de São Carlos em Lisboa. Os seus pais são Maria Magdalena Pinheiro Nogueira, natural da Ilha Terceira, Açores, de vinte e seis anos e Joaquim de Seabra Pessoa, natural de Lisboa, de trinta e oito anos, funcionário público do Ministério da Justiça e crítico musical do "Diário de Notícias". Vivem com eles a avó Dionísia, doente mental e duas criadas velhas, Joana e Emília.


Julho - Fernando Pessoa é baptizado no dia 21 na Igreja dos Mártires, no Chiado, em Lisboa. Os seus padrinhos são a sua Tia Anica (D. Ana Luísa Pinheiro Nogueira, sua tia materna) e o General Chaby. A razão porque lhe é dado o nome de Fernando António está relacionada com dois factores: 1º O dia do seu nascimento, dia 13 de Junho, é dia tradicionalmente consagrado a Santo António na cidade de Lisboa. 2º Os Pessoas reclamavam uma ligação genealógica a Fernando de Bulhões, que viria a ser companheiro de São Francisco de Assis com o nome de Frei António.

[1893]

Janeiro
- Nasce o irmão Jorge.

Maio a Julho - De 19 de Maio a 3 de Julho, Pessoa vai com o pai, já doente, para o Hotel Progresso em Caneças, para tratamentos. Ficando o pai pior, regressa a Lisboa dia 3 de Julho, só vendo depois o pai no dia em que ele veio morrer a casa. Ás 5 horas da manhã do dia 13, Joaquim de Seabra Pessoa, seu pai, morre vitimado por tuberculose, em Lisboa. A noticia necrológica é publicada no «Diário de Notícias» de 24 de Julho de 1893.

Outubro a Novembro - A mãe de Pessoa é obrigada a fazer leilão de parte da mobília a fim de se mudar para uma casa mais modesta, o terceiro andar do n.º 104 da Rua de São Marçal, em Lisboa.

[1894]

Janeiro
- No dia 2, morre o seu irmão Jorge, que ainda não fizera um ano.

Outubro - A mãe de Fernando Pessoa conhece o comandante João Miguel Rosa, (que virá a ser cônsul de Portugal em Durban, África do Sul).

Dezembro - A avó de Pessoa, Madalena Xavier Pinheiro vem viver com a família para Lisboa (saindo de Angra do Heróismo).
Neste mesmo ano Pessoa cria o seu primeiro heterónimo, Chavalier de Pas, facto relatado pelo próprio a Adolfo Casais Monteiro, numa célebre carta de 13 de Janeiro de 1935 em que fala longamente sobre a origem dos heterónimos.

[1895]


Julho - Tem a data do dia 26 a sua primeira poesia, uma quadra intitulada À minha querida mamã. O comandante João Miguel Rosa parte para a África do Sul.

Dezembro - A mãe de Pessoa casa por procuração, no dia 30, na Igreja de São Mamede em Lisboa, com o comandante João Miguel Rosa, que nesta altura é capitão do porto de Lourenço Marques, em Moçambique.

[1896]


Janeiro - Dia 5 a avó materna de Pessoa regressa à Ilha Terceira. No dia 7, é concedido passaporte à mãe e a Fernando Pessoa. Partem dia 20 para a África do Sul, na companhia de um tio-avô, Manuel Gualdino da Cunha. Viajam no navio Funchal até à Madeira e depois (dia 31) no paquete Inglês Hawarden Castle até ao Cabo da Boa Esperança.

Novembro - No dia 27, nasce a irmã de Pessoa, Henriqueta Madalena.

[1897]


Neste ano, Pessoa faz a instrução primária na escola de freiras irlandesas da West Street. Neste mesmo instituto, faz a primeira comunhão.

[1898]


Outubro - No dia 5, morre a sua avó materna. Dia 22, nasce a sua irmã Madalena Henriqueta.


[1899]


Abril - Ingressa na Durban High School no dia 7, onde permanecerá três anos. Revela-se um bom aluno. É provável que tenha, durante este período, sofrido a influência do director do liceu, W. H. Nicholas, que era um grande conhecedor da literatura inglesa.
Neste mesmo ano, cria o heterónimo Alexander Search.


[1900]


Janeiro - Dia 11, nasce o irmão Luís Miguel, conhecido como Lhi.

Junho - Ophélia Queiroz, a sua única paixão conhecida, nasce no dia 14, em Lisboa.


Sem comentários:

Enviar um comentário