terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

À Volta com a Vida: Vale a pena namorar no trabalho?



Vale a pena namorar no trabalho?



O amor acontece onde menos se espera. Se for no emprego, tome alguns cuidados e siga em frente


Não pense que é caso único. Cada vez as pessoas passam mais horas nos locais de trabalho, por isso é natural que os laços entre os colaboradores das empresas se vão estreitando. É no emprego que surgem algumas das nossas melhores amizades, mas o amor também pode espreitar, por detrás de papéis e dossiês... Se se sentir apaixonada, não desista à partida só porque “parece mal”. Se for correspondida, tanto melhor. Porém, há que tomar certos cuidados para que o seu caso não se torne falatório generalizado e para que a relação tome o melhor caminho possível. Tenha ainda em conta que, caso as coisas não corram pelo melhor e um dia o namoro acabe, vai ter de continuar a encarar com o seu “ex” todos os dias... Está preparada para todas as vicissitudes? Então, encha-se de coragem, siga as dicas da sua TVmais e vá em frente!

Evite namorar com o chefe!
O motivo é evidente: namorar com um superior poderá fazer com que, inconscientemente ou não, ele a favoreça, o que criará um enorme mal-estar em toda a equipa. Da mesma maneira, não é boa ideia namorar com um subalterno. No entanto, se a paixão falar mais alto, sigam em frente, tendo o cuidado de, no emprego, manter uma atitude normal, tal como antes de a relação começar. E nada de esconder o caso. Poderia ser ainda pior!

Muito importante: aprenda a distinguir a paixão do assédio sexual. Se após várias investidas, continua a ser rejeitada, pare! Também não aceite ser incomodada por alguém, sobretudo um superior, que a troca da sua recusa lhe faz ameaças. E, se for preciso, denuncie o caso.

Prefira alguém distante
Namorar com o colega da secretária em frente poderá tornar-se mais complicado em caso de ruptura. Claro que os amores não se escolhem, mas convém colocar algum realismo nas nossas vidas. Se optar por um colega de departamento diferente, não só não terá de estar 24 sobre 24 horas a olhar para a cara do seu amor (o que ao fim de algum tempo tende a ser cansativo) como, caso acabem, não terá de encará-lo a toda a hora! Além disso, namoros que começam em convívios e actividades extracurriculares da empresa são, regra geral, mais bem tolerados.

Pense antes de agir
Muitas vezes somos tomadas pelo fogo da paixão e agimos sem pensar. Quando a questão é namorar no local de trabalho, convém pensar duas vezes sobre o assunto. Os vossos feitios são compatíveis? Ele é um rapaz bem--intencionado ou é o galã da empresa? Está mesmo apaixonada ou é apenas uma atração? Depois de ponderadas todas estas questões, se valer a pena, invista. Caso contrário, tente esquecer esse episódio da sua vida e siga outro rumo.

Não use o e-mail
Este conselho é particularmente útil se pensa que tudo o que escreve é confidencial e ninguém vai ler! No caso dos e-mails da empresa isto não é verdade. O seu chefe poderá aceder à sua caixa de entrada, tal como os técnicos de informática. Não quer transformar-se na chacota do povo, pois não? Evite. Jamais envie recadinhos amorosos pelo e-mail da empresa.

Nada de carinhos em público
Os seus colegas não são a plateia do seu amor. Se namora com um colega, jamais se ponha aos beijinhos e aos apalpões na empresa! Por outro lado, e por muito que lhe custe, não saia todos os dias para almoçar com ele. Procure dispensar algum tempo às suas colegas e amigas. E tentem a todo o custo não levar os vossos arrufos para o emprego, o que causaria enorme desconforto aos restantes colegas.

Prepare-se para o pior
Já sabe que uma das coisas que vai ter de enfrentar, caso acabem, é a presença do outro, no seu local de emprego. Apesar de ter ponderado bem, e de ter pensado que conseguia lidar com isso, não é fácil... E, nesta situação, muitas vezes um dos parceiros acaba por abandonar a empresa. E essa pessoa pode ser você... Pense nisso antes de dar aquele passo.

Fonte: Revista VISÃO

Sem comentários:

Enviar um comentário