terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Notícia(s) do Dia: Relvas abandona conferência depois de ser vaiado (Finalmente algo acontece na sociedade. Se o PM não corre com ele, terá que ser o povo)



Relvas abandona conferência depois de ser vaiado


O ministro dos Assuntos Parlamentares desistiu de fazer a sua intervenção, após os insultos e vaias do grupo de estudantes.
Miguel Relvas foi alvo de contestação no auditório do ISCTE onde participa na conferência "Como vai ser o Jornalismo nos próximos 20 anos?", organizada no âmbito das comemorações dos 20 anos da TVI. Um grupo de jovens gritou palavras de ordem à entrada do ministro, como "Este Governo não tem Educação" e "Demissão", envergando cartazes.

Relvas ia encerrar a conferência, mas foi impedido de falar pelos manifestantes e acabou por sair do púlpito.

Já ontem à noite, o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares foi interrompido quando discursava no Clube dos Pensadores, em Gaia, por protestos de cerca de duas dezenas de pessoas, que cantaram "Grândola Vila Morena" e exigiram a sua demissão. "25 de Abril sempre! Fascistas nunca mais", "gatunos" e "demissão", gritaram os manifestantes, interrompendo, cerca das 21:40, o discurso de Miguel Relvas, que falava há cinco minutos.

O ministro ainda tentou dirigir-se aos manifestantes, mas a sua voz foi abafada pelos protestos. "Sim, vamos todos cantar", disse Miguel Relvas, que só conseguiu voltar ao seu discurso depois de o grupo ter saído por sua iniciativa da sala. "Nestas circunstâncias [estas manifestações] não me desencorajam, não tenho qualquer tipo de preconceito", afirmou Relvas após os protestos.


Fonte: ECONÓMICO

Sem comentários:

Enviar um comentário