terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

A Minha Tese: Percursos e Representações sobre o Consumo Excessivo de Álcool: Um Estudo Exploratório na Grande Área de Lisboa - CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO


 Hospital Miguel Bombarda



Em 1983, surge no Hospital Miguel Bombarda, o Gabinete de Estudos, Prevenção, Tratamento e Recuperação de Alcoólicos (GEPTRA). Em 1992 é criada a Unidade de Tratamento e Reabilitação de Alcoólicos (UTRA), que visa dar resposta ao número cada vez maior de indivíduos que se dirigiam a essa instituição, devido a problemas relacionados com o consumo de álcool.
Esta unidade (UTRA), é um serviço de internamento com lotação de 36 camas, sendo 24 destinadas a receber indivíduos com esta problemática (18 camas para homens e 6 para mulheres), as restantes (12 camas), poderão em qualquer altura servir de apoio a doentes do foro psiquiátrico dos restantes serviços do H.M.Bombarda. O espaço físico é constituído por 13 quartos, uma sala de TV e Vídeo, uma sala de reuniões, um gabinete médico, de psicologia e de gestão, sala de enfermagem, refeitório, copa, duas casas de banho e uma sala de convívio para fumadores.
Esta unidade tem uma equipa multidisciplinar constituída por enfermeiros, médicos, psicólogos, assistente social, técnica de movimento, psicopedagogo e auxiliares de acção médica.
O grande objectivo desta unidade é, a reabilitação e reintegração de pessoas com problemas de álcool, a partir de um plano de internamento que tem uma duração prevista de 4 semanas.
O seu plano de actividades, é constituído por 4 vertentes, a saber:

ACTIVIDADES TERAPÊUTICAS

§  Acolhimento Individualizado,
§  Desintoxicação alcoólica com duração de quatro semanas,
§  Reuniões de Grupo com Enfermeiros, Psicólogos e Assistente Social,
§  Acompanhamento médico, de enfermagem e psicologia individualizados,
§  Planeamento da alta desde o primeiro dia de internamento com vista à reinserção na comunidade,
§  Acompanhamento pós alta em consulta médica,
§  Acompanhamento pós alta em grupo,
§  Acompanhamento Psicológico individualizado no pós alta.

GRUPO PSICOEDUCATIVO / AJUDA MÚTUA

§  Fornecer informação sobre a doença alcoólica, implicações físicas, psicológicas, familiares e sociais. Como lidar com as recaídas e com o doente após alta. (destina-se essencialmente aos familiares e amigos dos doentes internados)

APOIO À FAMÍLIA

§  Fornecer informação sobre o familiar, funcionamento do serviço e esclarecimento de dúvidas.

INFORMAÇÃO MÉDICA E PSICOLÓGICA

§  Mediante marcação prévia, é fornecido apoio, informação e esclarecimentos aos familiares dos doentes. Para benefício desta assistência basta contactar os enfermeiros.

Em 2004, o UTRA manteve a colaboração com a Associação “Crescer na Maior”, organismo de solidariedade da Câmara Municipal de Lisboa, com quem estabeleceu um protocolo para apoio a indivíduos sem abrigo com problemas de álcool.
Manteve a colaboração com os Alcoólicos Anónimos (AA), que continuaram a realizar reuniões semanais, com a perspectiva de vir a ser alargada aos doentes alcoólicos internados noutras enfermarias e à comunidade.
Desenvolveu uma parceria com o Serviço de Atendimento à Família e Indivíduo (SAFI), da Faculdade de Psicologia da Universidade Clássica de Lisboa, para acompanhamento de famílias em Terapia Familiar Sistémica no Pós – Alta.
Iniciou os primeiros contactos para a organização das 4ªs. Jornadas de Alcoologia do Hospital Miguel Bombarda, a realizar durante os dias 23, 24 e 25 de Junho de 2005, subordinado ao tema “Álcool e Comorbilidade”.
A equipa de enfermagem orientou, acompanhou e avaliou alunos de enfermagem durante o seu Ensino Clínico na UTRA, das seguintes escolas:

·         Escola Superior de Enfermagem Cruz Vermelha Portuguesa (4 estudantes),
·         Escola Superior de Enfermagem Maria Fernanda Resende (6 estudantes),
·         Escola Superior de Enfermagem de São Vicente de Paulo (3 estudantes em visita de observação),
·         Escola do Serviço de Saúde Militar (3 estudantes).

A equipa de psicólogos orientou estágios escolares e profissionais, com a colaboração do Serviço de Psicologia, das seguintes instituições:

·         Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologia (2 estagiários)
·         Instituto de Emprego e Formação Profissional (1 estagiário).

Foi feita a caracterização da população internada na UTRA, durante 2003/2004 e foi feito um estudo sobre a Avaliação da Qualidade do Atendimento, com o objectivo de medir o grau de satisfação do utente em relação aos serviços prestados pela equipa e às condições do próprio espaço físico.
Finalmente, iniciou-se, em colaboração com o Laboratório Bio Portugal, a utilização da substância “Cerebrolysine” em doentes alcoólicos com disfunções cognitivas. Este estudo encontra-se a aguardar um parecer da Comissão de Ética do HMB.
Em 2004 e, em virtude de obras de remodelação do espaço físico do serviço de alcoologia, foi reduzida temporariamente a lotação do serviço, de 36 para 30 e depois para 27 vagas de internamentos.
No entanto, e apesar destas restrições, verificou-se um aumento do número total de doentes internados, em relação ao ano anterior, de 176 para 186.
Destes 186 internamentos, 162 foram de doentes com a patologia alcoólica, sendo as restantes 24 admissões de doentes de outras enfermarias.
Na tabela seguinte pode-se observar a distribuição de doentes alcoólicos pelo número de internamentos / readmissões em 2004:

Fonte: Relatório de Actividades 2004, Unidade de Tratamento e Reabilitação Alcoólica - HMB

Durante o ano de 2004, realizaram-se também 58 sessões, das 90 planeadas de reuniões pedagógicas para doentes com múltiplos internamentos, com uma média de 9 doentes por sessão, o que totalizou 508 doentes. Estas reuniões consistem em 8 sessões com uma duração de 60 minutos, e são realizadas bissemanalmente, durante as quatro semanas de internamento.
Realizaram-se também 64 reuniões de apoio às famílias, sendo que 14 reuniões familiares e 50 entrevistas familiares. A finalidade destas reuniões é a de corresponder às necessidades e expectativas das famílias em relação à recuperação do seu familiar.
Quanto a reuniões comunitárias, foram realizadas 17, das 20 previstas, com uma média de 9,94 utentes por sessão num total de 169 utentes. Estas sessões foram distribuídas da seguinte forma:

Fonte: Relatório de Actividades 2004, Unidade de Tratamento e Reabilitação Alcoólica – HMB


Foram também realizadas algumas actividades de promoção de estilos de vida saudáveis, destacando-se 10 actividades no exterior, nomeadamente, visita ao zoo, oceanário, encontro sócio - cultural dos centro de saúde mental e psiquiatria do patriarcado de Lisboa, cruzeiro no Rio Tejo, duas idas ao teatro, santuário de Fátima, corrida de solidariedade pela saúde mental, iluminação de natal da cidade de Lisboa, e circo cardinalli, num total de 88 indivíduos.
Foram também realizadas 120 entrevistas psicológicas, que consiste no preenchimento de uma ficha de acolhimento e recolha de dados, sendo realizadas também 255 acompanhamentos psicológicos, cuja finalidade é a identificação, conjuntamente com o indivíduo, das necessidades e benefícios da abstinência e também para evitar o aparecimento de dificuldades que terminem no recurso ao álcool.
Realizaram-se 146 reuniões de grupo, num total de 592 indivíduos e cujo objectivo é a promoção da motivação para a abstinência, a prevenção de recaídas e o treino de competências sociais, recorrendo-se a diversas técnicas, tais como: matriz de decisão, rolle-playing, modelagem social, análise de cadeia comportamental, registo de auto – monitorização e psicodrama de resultado.
Efectuaram-se 37 reuniões de pós-alta, envolvendo um total de 81 utentes e numa média de 2,2 indivíduos por sessão, e 5 sessões de grupo de prevenção de recaídas.
No que respeita à ajuda mútua para familiares, realizaram-se 27 reuniões, das 40 planeadas, com uma média de 2,7 famílias por sessão, num total de 75 famílias / pessoas, sendo 21 esposas, 16 mães, 11 pais, 12 filhos e 15 outros familiares.
Em relação às consultas médicas, foram efectuadas 945 consultas, durante o ano de 2004, sendo 98 consultas de triagem, num total de 412 doentes.
Quanto a consultas psicológicas, efectuaram-se 905 psicoterapias, num total de 85 utentes, com uma média de 10,65 doentes por consulta.
Em resumo realizaram-se durante 2004 um total de 1850 consultas, distribuídas assim:
Fonte: Relatório de Actividades 2004, Unidade de Tratamento e Reabilitação Alcoólica – HMB

Em resumo, o Plano de Actividades da Unidade de Tratamento e Reabilitação
de Alcoólicos:

Este quadro mostra-nos o Plano de Actividades semanal que a instituição realiza aos doentes internados, passa por diversas acções, que vai desde a sua higiene e arrumação da unidade (Auto-cuidado), a reuniões nos Alcoólicos Anónimos (AA), terapêutica de grupo e reuniões comunitárias.
Todos os doentes internados nesta unidade de alcoologia têm que cumprir estas regras, que pertencem ao próprio regulamento interno da unidade de alcoologia.


Sem comentários:

Enviar um comentário